COP10 Convenção sobre Diversidade Biológica, avança em defesa da biodiversidade

O Ano Internacional da Biodiversidade 2010 se traduziu em um esforço de uma campanha global instituída para fomentar medidas de proteção da biodiversidade em todo o mundo, estabelecida pela UNESCO.

Teve como objetivo a valorização das organizações que trabalham em todo o mundo para salvaguardar a biodiversidade, aumentando a consciência pública sobre o tema da conservação da biodiversidade e dos esforços já empreendidos nesse aspecto. Visou também incentivar todos a tomarem medidas imediatas em defesa contra a perda da diversidade biológica, estabelecendo diálogo sobre as medidas a serem adotadas após o ano de 2010, garantindo a continuidade dos programas desenvolvidos.

Além dos objetivos acima citados, o Ano Internacional da Biodiversidade ficará marcado também pela realização da COP10 – A Convenção sobre Diversidade Biológica, da ONU, em Nagoya, Japão. O resultado foi positivo com os líderes mundiais firmando um acordo que contempla os seguintes pontos:

(1) o Protocolo de acesso e repartição de benefícios dos recursos genéticos da biodiversidade (Protocolo ABS) que se trata um documento que estabelece normas para uso dos recursos genéticos provenientes da biodiversidade, o que poderá incentivar pesquisas em biotecnologia, valorizar os conhecimentos das populações tradicionais além de ser um instrumento para reduzir a biopirataria;

(2) um Plano Estratégico para o período de 2011 a 2020 visando a redução da perda de biodiversidade nesta década, com criação de mecanismos para diminuição de atividades que põem em risco a biodiversidade e compromisso dentre os signatários do protocolo, de recuperação de pelo menos 15% de suas áreas degradadas. Houve algum avanço no aumento das metas de conservação em áreas protegidas terrestres de 10% para 17% e em ambientes marinhos de 1% para 10%;

(3) a sinalização de financiamento para conservação da biodiversidade, através de um fundo de recursos para a implementação das ações de conservação, além dos países terem assumido compromisso do aumento de seus orçamentos nacionais para o ministério do Meio Ambiente e especificamente para as áreas protegidas.

Esses pontos resumem o que virá a ser chamado de Protocolo de Nagoya, (documento síntese das negociações na COP10), considerado o mais importante protocolo assinado desde Kyoto, também no Japão em 1997.

Após duas semanas de incertezas, a biodiversidade do planeta agradece, e se analisarmos com otimismo os documentos acordados entre os 193 países, representam sim avanços importantes para a conservação e uso sustentável da diversidade biológica, pois no ano em que o Brasil retrocedeu em relação às alterações no Código Florestal, o mundo avançou em direção a um futuro mais sustentável.

Anúncios

2 opiniões sobre “COP10 Convenção sobre Diversidade Biológica, avança em defesa da biodiversidade

  1. Pingback: A Biologia da Conservação e suas considerações éticas e ideológicas | Educação Ambiental Crítica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s