Divulgação do seminário – “Rio + 20 em questão: a agenda do capital na perspectiva dos movimentos sociais e do pensamento crítico”


O modelo de desenvolvimento capitalista em curso, no atual contexto de agravamento da crise sistêmica, é indissociável da lógica destrutiva do capital que vorazmente se apropria dos recursos naturais, empreende violentas expropriações, afetando povos indígenas, camponeses, ribeirinhos e, igualmente, os trabalhadores espoliados nas grandes cidades.

A ofensiva do capital foi enfrentada por movimentos socioambientais que denunciaram e organizaram extraordinárias lutas contra os tratados de livre comércio e a militarização dos territórios e das lutas sociais, revigorando a questão da terra e do Continuar lendo