Compre mais!

O motivo dessas divagações  sobre as relações de consumo talvez seja, pois recentemente minha televisão com apenas dois anos de uso, queimou uma  peça e parou de funcionar. Entendo que aparelhos eletrônicos são passíveis de defeito, mas acredito que dois anos é um tempo muito curto para que uma TV pare de funcionar, ainda mais levando em consideração o seu valor de mercado e suposta durabilidade…

Por questão de respeito a marca, não revelarei o nome da empresa, pois depois de muito questionar, a mesma analisou o caso e decidiu arcar com o conserto da peça queimada,  o que estou propondo com o post é apenas uma leitura do caso e algumas reflexões sobre as relações de consumo e produção.

Após a TV apresentar defeito, entrei em contato com o fabricante pela internet que me orientou a procurar  a assistência técnica autorizada.  Levei o aparelho a loja, que após alguns dias entrou em contato comigo, informando que o defeito tinha sido identificado, sendo este na placa da fonte, e que a troca por outra peça ficaria em R$: 700,00. Achei o preço demasiadamente alto e fui a uma pesquisa rápida na internet e me deparei com a seguinte situação: De que existem inúmeras reclamações na internet sobre o mesmo tipo de defeito relativo a tal marca.

Parece que a fonte queimar é um defeito recorrente o que me levou a duas possibilidades: (1) de que há uma falta de controle de qualidade pela empresa ou (2) há uma intencionalidade de que a peça tenha uma durabilidade reduzida, para que os aparelhos queimem rápido e os consumidores comprem outros novos (compre mais!), pois o preço do conserto desestimula que seja feito o reparo.

Seja qual for o motivo, quem sai perdendo é sempre o consumidor…  Existem muitas reclamações contra a empresa sobre essa placa da fonte queimar, e um conserto de uma peça que custa R$: 700,00 é caro e desestimula o reparo, logo estimula a compra de um novo aparelho de televisão (compre mais!).  O que agrava ainda mais a questão é que, esta empresa afirma possuir responsabilidade socioambiental… Responsabilidade socioambiental de que maneira? Se no processo fica evidente que o ciclo é: Comprar, jogar fora, comprar (compre mais!), isso se chama obsolescência programada, já falamos desse assunto nesse blog.  Se a empresa possui em suas TVs diversos defeitos de vício oculto, significa que seus produtos não são feitos para durar, ou seja, são descartáveis (compre mais!).

Considerando que TVs sejam feitas para não durar, fica óbvio que essa empresa não tem responsabilidade socioambiental, como faz questão de anunciar. Em seu processo de produção não levam em conta os materiais que foram utilizados na produção dos seus produtos, a energia gasta na produção, os resíduos industriais gerados, a mão de obra provavelmente barata e superexplorada; não leva em conta o processo de distribuição de seus produtos, ou seja, o transporte da fábrica as lojas, no Brasil com certeza realizado por caminhão, até chegar a loja onde será comprada; nem muito menos o lixo tecnológico produzido quando seus aparelhos queimam em pouco tempo… Incentivando o novo consumo (compre mais!) e novos processos de produção e consumo.

 Como consumidora consciente, questionei todos esses pontos junto a empresa, que ao final de um longo processo de ligações, e-mails, reclamações no reclame aqui… analisou o caso e julgou procedente a troca da peça, mesmo fora da garantia, sem nenhum ônus. No entanto, a questão é: Será que outros consumidores tem essa consciência de questionar empresas? Será que sabem os caminhos que podem percorrer e levar adiante uma reclamação? Quantos consumidores desta empresa tiveram o mesmo problema com a tal peça e acharam melhor ao invés de realizar o reparo comprar outro aparelho?

Esse post não é para trazer respostas, são apenas divagações sobre esse mundo de consumo em que vivemos, onde o tempo todo estamos sendo estimulados a comprar mais!

Compre mais!

Anúncios

4 opiniões sobre “Compre mais!

  1. Excelente questionamento Bárbara! Descobri seu blogue pesquisando sobre Educação Ambiental na rede. Iniciei um curso de técnico ambiental. Além disso, curso Letras. Tenho interesse em realizar no futuro uma pós em Educação Ambiental. Seu blogue está de parabéns! Aprenderei muito com seus posts.

    • Alex Sandro,

      Valeu, seja bem-vindo a aproveite para ler os posts antigos. Temos até agora 67 posts a maioria sobre Educação Ambiental e temas associados.

      um abraço,
      Bárbara

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s